ALIMENTAÇÃO MUNDIAL

FAO convocou reunião de cúpula mundial para novembro na Roma



30.06.2009 - 05:10

O anúncio da convocação da reunião foi feito hoje (30 de junho) pelo especialista brasileiro José Graziano da Silva, representante da FAO para a América Latina e o Caribe, no 1º. Fórum de Responsabilidade Produtiva na Cadeia Alimentícia (RPCA 2009). O evento, realizado no Teatro Popular do SESI-SP, em São Paulo, foi promovido pela Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA).

Graziano acentuou que o número de famintos no mundo já superou um bilhão de pessoas, e nunca foi tão alto em toda a história. O especialista também afirmou que, além disso, com a crise econômica, situação pode agravar-se e por isso é necessário ampliar os estoques mundiais de alimentos e torná-los mais disponíveis. Todo esforço deve ser feito no sentido de equilibrar os preços dos alimentos, que estão 25% maiores do que em 2005. “A questão da fome é o ponto mais sensível dos Objetivos do Milênio”, alertou o especialista

Até o advento da crise mundial em 2008, somente a América Latina e o Caribe reduziram o número de pessoas famintas, de 52 milhões para 45 milhões. Porém, o problema da insegurança alimentar deverá agravar-se devido à conjuntura econômica adversa, com imenso risco de retrocesso, previu Graziano. “É necessário buscar soluções eficazes, o que justifica a realização da cúpula mundial, que já tem sinalização favorável do governo brasileiro”, frisou Graziano.

 Graziano também anunciou que acabara de formalizar acordo com o presidente da ABIA, Edmundo Klotz, para a realização no Brasil  de campanha da FAO voltada à qualidade dos alimentos e bons hábitos alimentares. Ele ressaltou que esse tipo de ação é importante, pois o conceito de segurança alimentar não se restringe à fome, incluindo, também, a obesidade e os problemas de saúde dela decorrentes.