EFEITO ESTUFA

Produtores calculam emissões em fazendas



24.08.2017 - 11:22

A Feira Agropecuária de Paragominas (Agropec) foi escolhida para treinar produtores interessados em calcular as emissões de gases que provocam o aquecimento global em suas fazendas. O cálculo é feito através da calculadora GHG Protocolo Agropecuário – criada pelo WRI Brasil em parceria com a Embrapa e a Unicamp para as condições tropicais do Brasil. O equipamento foi apresentado na primeira quinzena de agosto pela equipe do Programa de Clima do WRI Brasil e pelo pesquisador sênior da Embrapa, Eduardo Assad.

Os produtores de Paragominas já adotam algumas boas práticas, como a integração lavoura-pecuária-floresta, em parte graças ao esforço que levou Paragominas a ser o primeiro município a sair da lista de campeões do desmatamento na Amazônia. Com o uso da calculadora os produtores poderão melhorar a gestão de suas propriedades e demonstrar que produzem carne de baixo carbono, conquistar novos mercados com carne sustentável, além de contribuírem para que o Brasil alcance a meta de ter 15 milhões de hectares de pastagens degradadas e 5 milhões de hectares ocupados por Integração Lavoura-Pecuária até 2030. A pecuária brasileira é responsável por 70% das emissões do setor agropecuário e, segundo Assad, “a pecuária é a única atividade que pode deixar de emitir e passar a sequestrar carbono nos próximos anos”.

“Acredito que é muito mais fácil mudar o paradigma da agropecuária do que mudar o parque industrial brasileiro. É muito mais fácil mudar certas práticas agrícolas do que aumentar a eficiência de uma fábrica ou indústria. Isto está entrando em jogo e se a gente conseguir fazer isto, seremos imbatíveis,” disse Assad. A pesquisadora do Programa de Clima do WRI Brasil, Juliana Speranza, lembrou que integração de lavoura, pecuária e floresta, Sistemas Agroflorestais (SAFs), plantio direto, fixação biológica de hidrogênio (através do plantio de leguminosas e outras plantas que fixam o hidrogênio no solo, substituindo a adubação e poupando até US$ 3 bilhões ao ano em gastos), florestas plantadas, tratamento de dejetos animais são também tecnologias incentivadas para reduzir emissões e que vêm sendo adotados na região. “A calculadora de emissões é um instrumento para apoiar este movimento de mudança”. O GHG Protocolo Agrocupecuário é uma calculadora gratuita e pode ser baixada em: http://ghgprotocol.org/agriculture-guidance#supporting-documents.

 

Crédito Foto : Nick Elmoor