EMBALAGENS

Desenvolvido modelo cartonado sem alumínio



27.03.2020 - 05:19

A SIG desenvolveu a embalagem cartonada combibloc EcoPlus sem uma necessidade de uma camada de barreira de alumínio, o que reduz consideravelmente o impacto ambiental. O lançamento faz parte da estratégia de sustentabilidade da SIG “Way beyond good”, ajudando a criar um sistema sustentável de fornecimento de alimentos.

A cooperativa leiteira alemã DMK Group evasou a bilionésima embalagem EcoPlus e foi um dos primeiros a adotar o modelo asséptico da SIG. As embalagens cartonadas assépticas de bebidas já oferecem uma pegada ambiental significativamente menor do que os tipos alternativos de embalagem, devido à sua alta proporção de materiais renováveis, peso leve e design eficiente. A combibloc EcoPlus reduz ainda mais o impacto ambiental ao utilizar uma estrutura inovadora composta para proteger o conteúdo, sem a necessidade da folha de alumínio. A embalagem é composta por 82% de papel cartão renovável - proveniente de fontes sustentáveis certificadas com o selo FSC.

Na comparação com uma embalagem cartonada convencional, a EcoPlustem pegada de carbono 28% inferior, como mostra uma avaliação independente do ciclo de vida do Instituto de Pesquisas Energéticas e Ambientais (IFEU). A inovadora estrutura sem alumínio também constitui a base do SIGNATURE PACK 100, a primeira embalagem asséptica do mundo ligada a materiais 100% renováveis. O combibloc EcoPlus pode ser envasada nas máquinas da SIG, com uma simples mudança nos parâmetros de envase.

"A Combibloc EcoPlus trabalha para os clientes e para o planeta", disse Frederic Faber, Gerente de Contas da SIG. "Ela combina sustentabilidade ambiental e competitividade econômica como nenhuma outra embalagem cartonada asséptica disponível no mercado". Essa combinação única tornou a combibloc EcoPlus atraente para os clientes da SIG em um amplo mercado, de marcas premium a marcas privadas".