BISCOITOS

Compradores da América Latina geram mais de US$ 5 Milhões



01.06.2009 - 05:35

A Rodada de Negócios com países das Américas do Sul e Central, realizada pela Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos – ANIB – e Sindicato das Indústrias de Massas Alimentícias e Biscoitos do Estado de São Paulo – SIMABESP, com parceria da Apex Brasil, teve expectativa de geração de negócios acima de US$ 5 milhões. O encontro, que aconteceu no mês de maio, teve compradores de 12 países e 14 fabricantes brasileiros.

“Isso confirma nossas previsões de crescimento das exportações até o final deste ano”, comemora José dos Santos dos Reis, vice-presidente da Associação Nacional das Indústrias de Biscoitos – ANIB – e Sindicato das Indústrias de Massas Alimentícias e Biscoitos do Estado de São Paulo – SIMABESP. “Hoje a América Latina representa 49,5% das nossas exportações e nosso objetivo é crescer em torno de 20% neste mercado a partir da Rodada de Negócios e outras ações semelhantes”.

Foram realizadas 238 reuniões num único dia entre os fabricantes brasileiros e os representantes Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Honduras, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Uruguai e Venezuela. Catalina Gonzalez, da empresa colombiana Adro S.A. falou do grande interesse pelos produtos brasileiros, mas explicou que a Colômbia precisa de embalagens menores, customizadas, mais indicadas ao pequeno varejo, que é predominante naquele país. “Esta já é uma tendência dos fabricantes nacionais, que vêm buscando atender o consumo individual”, explica Reis.

Para Javier Padilla, da Padimont Holding Corp., de Porto Rico, um evento como esta Rodada é muito importante para abrir espaço para negócios futuros. “Nós já compramos biscoitos do Brasil e com certeza deveremos aumentar este relacionamento, pois os produtos têm qualidade excelente e preços muito competitivos”.