INDÚSTRIA

Indústria de alimentos espera crescimento para 2010



22.01.2010 - 10:39

Em 2010, a indústria de bens de consumo não-duráveis, como alimentos e bebidas, espera ter a mais intensa elevação de faturamento dos últimos cinco anos. Segundo um levantamento feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o setor tem para este ano uma projeção de faturamento 10,6% maior do que no ano passado. Esta estimativa está um pouco acima da média geral da indústria, que espera um aumento de 10,1% nas vendas este ano; e superior às projeções de todas as outras categorias de uso da indústria da transformação, como de bens de consumo duráveis (8,2%); bens de capital (10,0%); material de construção (10,0%) e bens intermediários (9,9%).

A expectativa para este ano é muito melhor, já que em 2009 toda a indústria da transformação sofreu com os impactos negativos da crise global.

A expectativa da Abia é de que a produção nacional aumente cerca de 1,3% em relação a 2008 - bem abaixo da alta de 4,2% verificada em 2008, em relação ao ano de 2007. "Mas esse aumento de 1,3% é um resultado razoável se o compararmos com o PIB (Produto Interno Bruto) de 2009, que deve encerrar o ano entre zero e 0,5%", acrescentou. Um fator que pode impulsionar o faturamento da indústria de alimentos é a recuperação gradual da demanda no mercado externo, na avaliação de Ribeiro.