SUPERMERCADOS

Vendas dos supermercados crescem 8,56%



24.02.2010 - 06:01

As vendas reais do setor supermercadista em janeiro de 2010 cresceram 8,56%, em relação a janeiro de 2009, de acordo com o Índice Nacional de Vendas, divulgado mensalmente pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em comparação a dezembro de 2009, houve uma queda real de -21,74%. Esses índices já foram deflacionados pelo IPCA do IBGE.

Em valores nominais, o Índice de Vendas da Abras apresentou crescimento de 13,55% em relação ao mesmo mês do ano anterior e queda de -20,96% sobre o mês anterior.

"O setor supermercadista começou muito bem em 2010. Isso deve se refletir no restante do ano. Sem dúvida nenhuma, a expectativa de boas vendas nos supermercados está atrelada ao aumento da massa salarial, tanto na indústria quanto em outros setores da economia. Ainda existe no Brasil uma demanda reprimida muito grande pelo consumo de produtos alimentícios. Temos uma nova classe C, que acabou de migrar da classe D, e tem um potencial enorme para acrescentar novas categorias de produtos ao seu carrinho, e também a ascensão social das classes D e E, que devem, rapidamente, aumentar a compra de bens de consumo não-duráveis, como os alimentos", avalia o presidente da Abras, Sussumu Honda.

Em janeiro, o AbrasMercado, cesta de 35 produtos de largo consumo, analisada pela GfK, apresentou alta de 0,89%, em relação a dezembro de 2009. Já na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o AbrasMercado apresentou queda de -0,12%, passando de R$ 264,16 para R$ 263,84.

Os produtos com as maiores altas em janeiro, na comparação com o mês anterior, foram: batata, com 21,35%; açúcar, com 4,62%; e leite longa vida, com 2,73%. Já os produtos com as maiores quedas foram: tomate, com -14,36%; cebola, com -10,07%; e óleo de soja, com -3,54%.