BEBIDAS

Ambev amplia linha de produção da Cebrasa



12.04.2013 - 05:04

Após investimentos de R$ 280 milhões nos últimos três anos, a Ambev inaugura hoje, 12 de abril, a nova linha de produção e envase de sua filial Cebrasa, em Anápolis (GO).

A nova linha tem capacidade para produzir e envasar 120 mil latas por hora, o que fez sua capacidade de produção de cerveja e refrigerante saltar de 6 milhões para 8 milhões de hectolitros ao ano. A fábrica conta com outras seis linhas e abastece os estados de Goiás, Tocantins, Bahia, Pará, Mato Grosso, Minas Gerais e o Distrito Federal. Durante as obras foram gerados mais de 1.200 empregos.

O montante incluiu também as ampliações das Estações de Tratamento de Efluentes (ETEI) e de água (ETA) da planta. Atualmente, são tratados 3.372.600 m³ de efluentes/ano na ETEI, enquanto a ETA trata 366 m³ de água por hora.

Em 2013, a Ambev comunicou que vai destinar mais R$ 71 milhões à Cebrasa para a construção de mais uma linha de produção de garrafas retornáveis e ampliação e modernização de um armazém. A expectativa é que com as obras em andamento sejam gerados 300 novos postos de trabalho. A Ambev tem 669 funcionários em Anápolis e, após a ampliação de 2013, serão 776 empregos diretos.

A cervejaria Cebrasa terá recebido de 2010 até o final de 2013, a soma de R$ 351 milhões em investimentos. São quatro anos de aportes na unidade. Atualmente, a filial produz todo o portfólio de refrigerantes e as cervejas Skol, Brahma, Antarctica, Antarctica SubZero, Bohemia, Original e Brahma Fresh, nas versões em lata e garrafa retornável.

Os R$ 280 milhões aplicados na ampliação da Cenibra estão dentro do plano de investimentos da Ambev no Brasil no último triênio, que já soma R$ 6,7 bilhões. Os R$ 71 milhões que estão sendo investidos ao longo de 2013, integram o pacote de investimentos da Companhia para este ano, orçado em até R$ 3 bilhões.


Sustentabilidade

 

A Cebrasa mantém parcerias com Universidades da região e apóia pesquisas de proteção e educação ambiental. Entre os projetos desenvolvidos está o de preservação da fauna e flora nas áreas entorno do Ribeirão das Antas, que resultará em material multimídia, composto de fotos, vídeos e textos sobre a biodiversidade da região. Além disso, a Cebrasa mantém um viveiro para cultivo de mudas nativas. No viveiro são utilizados subprodutos gerados pela fábrica – como o composto utilizado na produção das mudas. A fábrica reaproveita 99,36% de todo o material que iria para o lixo e opera com uma matriz energética calorífica movida praticamente 100% por biomassa.