LÁCTEOS

Receita líquida da Vigor cresce 28% no trimestre



19.11.2015 - 04:17

A Vigor Alimentos obteve receita líquida de R$1.473,5 milhões no 3º trimestre de 2015, um crescimento de 28% sobre o mesmo período do último ano. Já o lucro líquido da empresa dobrou para R$ 58,7 milhões no trimestre, enquanto o Ebitda consolidado registrou as maiores marcas - 13,7% na controladora e 9,7% no consolidado.

Com expansão de 89,5% em relação ao mesmo período de 2014, o lucro bruto da controladora atingiu R$ 327,1 milhões e a margem bruta evoluiu 1,3% , para 36,1%. No consolidado, o lucro bruto cresceu 48,0%, totalizando R$459 milhões, enquanto a margem bruta expandiu 4,2%, para 31,2%. "Mesmo com os desafios que se apresentam, todos estão focados na qualidade dos produtos, no aprimoramento contínuo e na inovação", comenta Gilberto Xandó, CEO da Vigor Alimentos S.A. "Temos agregado valor às marcas com investimentos constantes e com a expansão da presença no território nacional".

Os resultados conquistados até setembro de 2015 também são expressivos para a Vigor Alimentos. A Companhia registrou receita líquida de R$ 3.742,8 milhões, com expansão do Ebitda para R$ 311,2 milhões e do lucro líquido para R$192,3 milhões. "O incremento do resultado operacional, em conjunto com a disciplina na gestão do capital de giro, refletiram na redução do índice de alavancagem financeira para 1,9x dívida líquida/EBITDA", explica Xandó.

O crescimento verificado no 3º trimestre levou a Vigor a atingir sua maior participação no mercado de lácteos e queijos, segundo números da Nielsen. Outro ponto comemorado foi a retomada de crescimento da linha de iogurtes tradicionais, além do contínuo crescimento da linha grego. "Acreditamos no potencial de crescimento da Vigor. Continuaremos investindo e entregando aos nossos consumidores cada vez mais sabor e qualidade, e acelerando nossas iniciativas para ampliar o portfólio e a participação de mercado no País", disse Xandó.