CAFÉS

Cooxupé dobra capacidade de produção



24.08.2017 - 12:31

A Torrefação Cooxupé conseguiu duplicar a capacidade de produção de sua unidade industrial – inaugurada em julho de 2015 – e alcançou a marca de 1 milhão de quilos mensais em três turnos de trabalho. A indústria funciona no Complexo Japy, localizado em Guaxupé, sul de Minas Gerais, onde fica a sede da cooperativa que hoje conta com 13,5 mil cooperados.

“Apesar das nossas atividades terem foco maior em exportação do café verde, a nossa participação no mercado interno, de café torrado e moído, tem apresentado bons resultados, justificados pela nossa capacidade total de produção ser atingida em apenas dois anos depois de operarmos na nova planta industrial. A Torrefação é também uma outra alternativa de mercado para nossos cooperados que têm o seu café consumido aqui no Brasil, na opção torrado e moído”, afirma o presidente da Cooxupé, Carlos Paulino. A fábrica conta com mais de 3.100 m² dedicados somente à área de produção.

Com a ampliação dos turnos, a Cooxupé conta agora com 151 colaboradores diretos ante os 108 do início. Segundo Mário Panhotta da Silva, gerente de Divisão Comercial da Cooxupé, os investimentos realizados na Torrefação, asseguram a qualidade final dos produtos, atrelados ao trabalho dos mais de 100 colaboradores envolvidos nos processos produtivos da indústria que utilizam as boas práticas de fabricação. “Levamos ao consumidor um café de excelente qualidade, através de um processo produtivo de última geração que prevê a segurança alimentar. Temos regras e práticas que garantem a produção de alimentos de forma adequada e segura”, declara.

A linha de café produzida pela cooperativa -incluindo as marcas Evolutto, Prima Qualità e Terrazza- é comercializada na Grande São Paulo e interior do estado nas regiões do Vale do Rio Pardo, Ribeirão Preto, Franca, São José do Rio Preto, Araraquara e Limeira, além da Região dos Lagos e na capital fluminense, Sul de Minas Gerais; Belo Horizonte, Juiz de Fora e algumas cidades do Sul do País.

A cooperativa está implantando o APPCC - Análise de Perigo e Pontos Críticos de Controle (ou HACCP - sigla em inglês), sistema de controle que aborda a segurança do alimento por meio da análise e controle dos riscos físicos, químicos e biológicos, desde a produção da matéria-prima, suprimento e manuseio até a fabricação, distribuição e consumo do produto acabado. Com este sistema, a Cooxupé espera obter a certificação ISO 22.000 de Segurança Alimentar e da FSSC 22.000.