PÁSCOA 2018

APAS prevê aumento de 4% nas vendas gerais



23.03.2018 - 03:51

“Na Páscoa de 2017 o Brasil estava vivendo uma das piores crises de desemprego da história, com quase 14 milhões de pessoas fora do mercado de trabalho. Com isso, o consumidor estava mais contido para gastar. Hoje o desemprego diminuiu, a confiança na economia está cada vez maior e o consumidor está mais propenso a comprar produtos que ele havia tirado da lista”, explicou Thiago Berka, economista da APAS (Associação Paulista de Supermercados), que projeta aumento de vendas gerais nos supermercados nesta época de Páscoa em um patamar de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Os ovos de Páscoa deverão ter crescimento nas vendas na ordem de 4% a 5%, enquanto os preços devem aumentar em torno de 3% com relação a 2017. Outros dois produtos bastante consumidos no período da quaresma, que antecede a Páscoa, são os pescados e os ovos de galinha. Em relação aos pescados, a APAS estima um crescimento de vendas entre 2% e 4%. Já para os ovos de galinha, os preços atingem normalmente seus melhores resultados neste período devido à alta demanda, por isso a estimativa é de crescimento de 6% a 8% nas vendas.

A APAS prevê que os preços dos chocolates estarão contidos em 2018. A expectativa é de crescimento de 3% com relação à Páscoa do ano passado. Os doces em geral, no acumulado de 2017, apresentaram deflação de -0,84%. “Os motivos desta menor expectativa de preços estão no dólar estável, os contratos e salários indexados pela inflação oficial (IPCA) com a base menor do ano, e dos preços de matérias-primas ainda sendo influenciados pela supersafra de 2017”, comentou Berka.

De acordo com a APAS, as ações mais realizadas por cerca de 70% dos supermercadistas são mudança de layout da loja (gôndolas, ilhas, parreira de ovos, decorações especiais, entre outras), degustações no ponto-de-venda, descontos e ofertas especiais em produtos típicos da data. Em menores proporções estão ações como promoções mais-por-menos e interatividade com as crianças.